Menu
Dormir bem ajuda a emagrecer loja de colchões Rio de Janeiro Euro Colchoes

Você vive fazendo dietas, se exercitando, cortando alimentos gordurosos, frituras e mesmo assim não emagrece de jeito nenhum? Talvez o problema não esteja relacionado com seus hábitos alimentares e com a falta de exercícios físicos, pelo contrário, o vilão pode ser algo que você nem imagina: noites de sono mal dormidas!

Em geral, pessoas que dormem pouco ou muito mal tendem a ser mais ansiosas, a gastar menos energia durante o dia por se sentirem fadigados e a acumular mais gordura no corpo. Diversos estudos comprovam que quem dorme menos do que oito horas por dia ou dorme mal tem chances bem maiores de engordar, além de pouca propensão a seguir dietas regradas.

Além disso, é cientificamente comprovado que dormir menos de cinco horas por noite (o que é muito abaixo do recomendado) acarreta na queda brusca de mais de 30% da taxa metabólica, que é a responsável pela queima de calorias enquanto o indivíduo está em repouso. Ou seja, a porcentagem calórica eliminada enquanto ele não está fazendo nenhuma atividade fica bem abaixo do esperado, em comparação com quem dorme a quantidade ideal de horas por dia. Sendo assim, mesmo que o indivíduo faça dietas e exercícios, ele terá maior dificuldade em emagrecer.

Também existem alguns outros fatores que ligam o ganho de peso às noites mal dormidas. Vejamos alguns deles.

Quem dorme pouco sente mais fome

Temos em nosso organismo diversos tipos de proteínas, que são as principais responsáveis pelo controle do nosso apetite. Quando não dormimos bem, as proteínas que aumentam a fome são ativadas e ainda inibem as que possuem o efeito contrário. Para completar, quem possui uma rotina de sono desregrada, além de ter mais apetite, ainda tem dificuldade em se sentir saciado, o que faz com que a pessoa se alimente em curtos espaços de tempo e em quantidade maior.

A apneia do sono também contribui para o aumento de peso

Pessoas acima do peso ou com quadro de obesidade costumam ser afetadas pela apneia do sono, que é quando a respiração falha ou até para por algum tempo durante a madrugada. É comum que pacientes com este distúrbio não saibam que dormem mal, já que não há um despertar completo durante a noite. Isso faz com que o indivíduo se sinta cansado e opte por lanches açucarados e bebidas com cafeína.

Doenças psicológicas também contribuem

Depressão, ansiedade e estresse também contribuem para a perda de sono e para o desencadeamento de insônia. Consequentemente, criam condições propícias para que o indivíduo coma mais e, geralmente, os alimentos escolhidos não são os mais saudáveis. Esse círculo vicioso tende a gerar ganho de peso.

O seu quarto pode ajudar na duração do sono

Como dito anteriormente, bons hábitos de sono, como o número de horas necessárias por noite, ajudam a queimar calorias. Um ambiente aconchegante e confortável no seu quarto pode lhe proporcionar boas madrugadas de descanso, e alguns fatores como iluminação adequada, temperatura agradável e um colchão que atenda às suas necessidades são primordiais.

Quer ter uma noite de sono agradável e que te ajude a se manter sempre saudável? Comece pelo seu colchão! Na Euro Colchões você encontra diversos modelos, com as melhores matérias primas e que cabem no seu bolso. Vá até a loja mais próxima e dê o primeiro passo para tornar suas madrugadas mais agradáveis!

Compartilhe esse post!

0 Comentário

Artigos relacionados

  TOPO